Doc.4 – A escolha profissional

Doc. 4 – A Escolha Profissional


Dependendo de seu momento actual, algumas perguntas podem relacionar-se directamente com a sua vivência presente; outras, podem remeter para as suas experiência passadas. De um modo ou de outro, todas as perguntas têm o intuito de levá-lo a reflectir sobre seus processos de escolha.

1-Você já teve receio de que seus pais ou amigos não aprovem a sua escolha?

2-Você já teve medo de não conseguir escolher uma profissão?

3 – Você já sentiu que é muito cedo para fazer uma escolha que “será para a vida toda”?

4 – Você já ouviu frases como “não escolha esta profissão, isto não dá dinheiro!” ou “escolha aquela profissão pois é profissão de futuro!”?

5 – Você já sentiu que gosta de tantas coisas que torna-se difícil optar por uma apenas?

6 – Você tem dificuldade em imaginar o que estará fazendo daqui a dez anos?

 

Influências no processo de Escolha Profissional

Por Tatiana Kowarski

 

Quais seriam as influências a que estamos submetidos ao efectuar uma escolha profissional? Algumas advém do meio externo, outras são mobilizadas por processos psíquicos internos. Ambas são inerentes ao processo de escolha e podem ou não configurar fontes de conflito. Devem, portanto, ser levadas em consideração, já que podem acarretar dificuldades e até mesmo impasses na realização de uma escolha autêntica, de uma escolha que seja fruto do seu próprio desejo.

Conheça agora algumas das principais influências no processo de escolha profissional:

* OS PAIS E A FAMÍLIA
Intensas pressões podem vir da família, tanto para que se escolha uma determinada profissão, quanto para que não se escolha outra. As expectativas, os valores e os projectos familiares, por mais bem intencionados que sejam, são como “marcas de um desejo do outro”, que incidem sobre nós e influenciam nossas escolhas – explícita ou implicitamente. Muitas vezes, sem nem perceber, identificamo-nos com estes desejos. Com isso, perdemos um pouco a capacidade de nos diferenciarmos destes “desejos do outro”. Discriminar “o que querem de mim” de “o que eu quero para mim” é por isso importante. Qual é, de facto, o seu desejo?

* OS AMIGOS E O GRUPO SOCIAL
As pressões do grupo social do qual fazemos parte também exercem forte influência. Do mesmo modo como ocorre com a família, muitas vezes nos misturamos com o desejo de nossos amigos – o que é natural, pois na constituição de qualquer grupo, o que o mantém unido é um certo sentimento de identidade que muitas vezes pode confundir-se com a identidade profissional dos membros do grupo. O receio de não ser aceite pelo grupo em função de uma determinada escolha também pode interferir no processo. Deixar-se levar por esta influência – muitas vezes sem nem se dar conta disso – pode ocasionar conflitos e prejudicar a realização de uma escolha autêntica.

* O MEIO SÓCIO-CULTURAL
Também sofremos pressões em função do meio sócio-cultural no qual estamos inseridos. O sistema de valores sócio-cultural dita regras implícitas e explicitas quanto a quais profissões são consideradas fonte de status social e quais são vistas com preconceito. Além disso, é este contexto que determina, em grande medida, o tipo de informação que recebemos – o que vai influenciar fortemente as escolhas realizadas. Não se escolhe aquilo a que não se teve acesso, que não se sabe que existe. Outra questão relevante como influência directa na escolha profissional são os estímulos que nos levam a desenvolver determinadas aptidões e habilidades, bem como a desenvolver interesse por determinadas áreas. Estes estímulos também são determinados pelo meio em que nos encontramos.

* OS PRECONCEITOS COM RELAÇÃO ÀS PROFISSÕES
Alguns preconceitos relacionam-se com crenças instituídas acerca da realidade socioprofissional como: “tal profissão não dá dinheiro”, “não há mercado para aquela profissão”, etc. Há ainda outras formas de preconceito, como os relacionados ao género feminino ou masculino: “essa profissão é para mulheres; sou homem, não posso fazer isso” ou “não existem mulheres nesta actividade, não vou conseguir inserir -me “. Trata-se, portanto, de estereótipos, de “pré-conceitos” sobre actividades e profissões.

Condições facilitadoras da escolha profissional

Se o caminho para efectuar a escolha é tão complexo, se há tantas variáveis interferindo e até mesmo provocando conflitos e dificuldades, haveria como contrapartida condições facilitadoras para a realização da escolha profissional? Sim, é claro que há condições facilitadoras. São como os alicerces para a construção de seu projecto profissional, a saber:

* AUTO-CONHECIMENTO
Saber “quem você é” para saber “quem você quer ser”. Significa entrar em contacto com seus valores, seus interesses, suas potencialidades, dificuldades e limites. Ampliar a auto-percepção abrindo caminho para discriminar o seu desejo.
* INFORMAÇÃO PROFISSIONAL
Para saber “quem se quer ser” é preciso saber “o que há para ser”. Há diversas fontes de informação, tais como guias de profissões vendidos em bancas de jornal, internet, universidades, etc. Pesquise, converse com profissionais, visite universidades e campos de actuação profissional. A informação é fundamental, inclusive, para corrigir distorções acerca do seu conceito sobre as profissões, confrontando dados de realidade e construindo conhecimento.
* EQUILÍBRIO EMOCIONAL
É fundamental para conseguir olhar para si e se enxergar. Perceber quem você é – articulando seu auto-conhecimento com as informações profissionais e os dados de realidade. Equilíbrio emocional possibilita bancar uma escolha, aceitar arriscar-se e apostar no seu futuro.
* AUTO-ESTIMA
Acreditar em si mesmo, acreditar na sua competência, acreditar em sua capacidade de se perceber e de efetuar uma escolha. Apostar no seu desejo. Escolher é um ato de coragem e a auto-estima é como a força que sustenta essa coragem.


Sobre sandraconceicao

Olá, frequento o 11º ano do curso Técnico de Apoio à Infância na Escola Secundária Rafael Bordalo Pinheiro.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s